Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir para o rodapé

Artigos

v. 16 n. 2 (2021): AGOSTO 2021

A cadeia reversa do óleo residual de cozinha para produção do biodiesel pela perspectiva de empresas coletoras

Enviado
junho 17, 2021
Publicado
2021-08-30

Resumo

Destaques: (1) No Brasil, é obrigatória a adição de biodiesel puro (B100) ao óleo diesel. (2) O óleo residual de cozinha é uma das possíveis matérias-primas para o B100. (3) Os custos e riscos não controlados das atividades de coleta tornam o óleo residual de cozinha menos competitivo. (4) Ações podem ser implementadas para melhoria da competitividade do óleo residual. Objetivo: Identificar e comparar os custos e riscos de duas modalidades da cadeia reversa do óleo residual de cozinha, conhecidas como coleta porta a porta, e utilização de ponto de coleta. Metodologia: Por meio de entrevistas e pesquisa documental, foram levantados dados referentes ao ano de 2020 de duas organizações coletoras de óleo residual de cozinha no município de Volta Redonda-RJ. Após o levantamento de dados, foi possível mapear as etapas da cadeia reversa das duas empresas e comparar os resultados obtidos referentes aos custos e riscos nas duas modalidades. Foi utilizada a metodologia do Supply Chain Risk Management – SCRM para apoio na análise dos dados. Por fim, foram propostas ações para melhoria dos resultados com base levantamento bibliográfico. Resultados: Os resultados mostram que a etapa da cadeia reversa mais arriscada e de maior custo é a de transporte e coleta para ambas as modalidades, se comparada às demais etapas analisadas, identificando-se maior necessidade de implantação de ações de melhoria. Ainda foi possível verificar que, para algumas etapas, simples ações de controle podem impactar nos riscos e custos identificados. Limitações da investigação: Foi considerada na análise apenas uma parte da cadeia reversa do óleo residual de cozinha de uma dada região geográfica e considerando apenas duas empresas. A outra limitação foi a coleta de dados restrita ao ano de 2020 e entrevistas realizadas com uma amostra não probabilística. Assim, os resultados obtidos neste estudo não podem ser generalizados. Implicações práticas: Considerando o estudo realizado, é possível estabelecer um fluxo de trabalho das organizações pesquisadas de forma a auxiliar seus gestores na análise e mensuração dos seus riscos e custos. Os resultados também podem auxiliar as empresas coletoras de óleo residual de cozinha na implantação de ações que, potencialmente, podem contribuir para a melhoria do desempenho das operações. Originalidade/valor: A pesquisa realizada contribui para a área de operações, pois levanta os principais riscos e faixas de custos por etapa das cadeias reversas estudadas, com base na realidade de pequenas e médias empresas de uma região, considerando as limitações de recursos de capital financeiro e humano das organizações atuantes no segmento. Além disso, a pesquisa aponta caminhos para essas organizações que têm atuação relevante do ponto de vista econômico, ambiental e social.

Downloads

Não há dados estatísticos.