Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir para o rodapé

Artigos

v. 16 n. 3 (2021): DEZEMBRO 2021

Relação entre marketing interno e mobbing (assédio moral) no local de trabalho: resultados empíricos de organizações esportivas

Enviado
maio 9, 2021
Publicado
2021-12-31

Resumo

O marketing interno e o mobbing (assédio moral) no local de trabalho estão entre os fatos importantes que afetam a eficiência e o desempenho das organizações. Este estudo foi realizado para investigar a relação entre o marketing interno e os comportamentos de mobbing. Os dados para o estudo foram obtidos de funcionários que trabalham em organizações que prestam serviços esportivos na Turquia. O estudo utilizou a escala IM-11, desenvolvida por Yildiz e Kara (2017) para medir a percepção de marketing interno dos funcionários e o MS-A desenvolvido por Yildiz (2020a) para medir os comportamentos de mobbing. A validade e confiabilidade dos resultados deste estudo demonstraram fortemente que ambas as escalas desenvolvidas para instituições de ensino superior podem ser aplicadas a funcionários de organizações de serviços esportivos. A análise de correlação e regressão mostrou uma relação significativa e negativa entre marketing interno e mobbing (β=-0,471; p<0,001). Enquanto a comercialização interna foi moderadamente eficaz no mobbing vertical (β=-0,376; p<0,001), seu maior efeito foi no mobbing vertical/horizontal (β=-0,486; p<0,001). Os resultados deste estudo mostraram que as práticas de marketing interno podem ser altamente eficazes na prevenção de possíveis comportamentos de mobbing entre os funcionários. Portanto, os gerentes que querem criar um ambiente de trabalho livre de conflitos e baixa eficiência devem implantar efetivamente o marketing interno dentro da organização.

Palavras-chave: Marketing interno; Mobbing; Funcionários; Organizações Esportivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.