Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir para o rodapé

Artigos

v. 16 n. 2 (2021): AGOSTO 2021

Lactuca sativa como bioindicador da contaminação por alumínio do lodo de Estação de Tratamento de Água

Enviado
março 28, 2021
Publicado
2021-08-30

Resumo

Destaques: O lodo de Estação de Tratamento de Água é um resíduo constituído por metais, como o alumínio, provenientes dos produtos coagulantes utilizados no processo. O alumínio pode ser responsável por impactos ambientais que causam sintomas de toxicidade em vegetais, como as hortaliças, sendo também utilizadas como indicadoras da presença deste elemento no ambiente. Objetivo: Sendo assim, este estudo buscou analisar as possibilidades da utilização da alface, Lactuca sativa L. como bioindicador da contaminação ambiental por alumínio proveniente do lodo gerado em Estação de Tratamento de Água. Desenho/Metodologia/Abordagem: Para isso, foi realizada uma análise ponderada que considerou parâmetros qualiquantitativos para a determinação da bioindicação ideal, na qual foram atribuídos pesos e notas aos aspectos relacionados às características da alface, comparando o somatório a valores apresentados em estudos que utilizaram a mesma metodologia. Resultados: Na ponderação realizada, observou-se que o somatório das notas apresentadas em relação aos parâmetros de bioindicação ideal para a alface foi bastante satisfatório, com valores aproximados e superiores aos observados em outras pesquisas. Implicações práticas: A partir disso, foi possível analisar que a alface apresenta um potencial de uso na bioindicação da qualidade ambiental, principalmente para os impactos ambientais por metais, como o alumínio, presentes no lodo de Estação de Tratamento de Água. Originalidade/valor: Sendo assim, este estudo contribuiu para a compreensão em relação ao bom desempenho da alface nos estudos de identificação da bioindicação ideal e da caracterização da espécie como um bom bioindicador da qualidade ambiental, assim como para o fato de que os bioindicadores são elementos essenciais para a avaliação dos níveis de tolerância relacionados a possíveis efeitos provenientes da poluição ambiental. Limitações da investigação: Presume-se que estudos de campo e análises laboratoriais podem comprovar os aspectos aqui evidenciados, principalmente a capacidade da hortaliça em indicar impactos ambientais por metais presentes no lodo de ETA, nesse caso, o alumínio.

Downloads

Não há dados estatísticos.