Territorialidade da coleta seletiva de resíduos sólidos: estudo de caso na cidade do Rio de Janeiro como subsídio à gestão pública

Moises Leão Gil, Marcelo Pompermayer de Almeida, Claudia Daza Andrade, Sidney Luiz de Matos Mello, Giovani Manso Ávila, Estefan Monteiro da Fonseca

Resumo


Uma análise territorial do município do Rio de Janeiro é apresentada com o objetivo de contribuir com o planejamento da coleta seletiva de resíduos sólidos e a tomada de decisão na gestão pública de limpeza urbana. A metodologia aplicada levou em consideração dados primários e secundários do atual sistema de coleta de resíduos sólidos no contexto da geografia metropolitana, cruzando essas informações com os dados de infraestrutura viária, demografia e perfil socioeconômico da população municipal, por meio de ferramentas de geoprocessamento. Estas informações, conjugadas e espacializadas, indicaram que o uso de diferentes modais, conforme as características de cada região, podem otimizar o processo de coleta, reduzindo custos da operação e melhorando a prestação de serviços. Esses resultados corroboram a importância da análise de dados geográficos para a otimização de recursos, eficiência e qualidade dos programas de coleta seletiva, tendo em vista o atendimento à Política Nacional dos Resíduos Sólidos.


Palavras-chave


Planejamento Urbano; Resíduos Sólidos; Coleta Seletiva



DOI: https://doi.org/10.20985/1980-5160.2019.v14n4.1555

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

ISSN: 1980-5160

Rua Passo da Pátria 156, bloco E, sala Sistemas & Gestão, Escola de Engenharia, São Domingos, Niterói, RJ, CEP: 24210-240

Tel.: (21) 2629-5616

Correspondência: Caixa Postal LATEC: 100175, CEP 24.020-971, Niterói, RJ