Gestão de riscos em projetos de software: uma abordagem baseada em requisitos não funcionais

Ana Cristina da Silva Andrade, José Luis Braga, André Luiz de Castro Leal, Fernando Hadad Zaidan

Resumo


 

Em todas as etapas do processo de desenvolvimento de software existem riscos e estes podem representar uma oportunidade ou ameaça para o projeto. A prática precoce do gerenciamento de riscos em projetos de software possibilita conhecer e controlar os fatores que impactam no projeto, contribuindo assim para sua qualidade e sucesso. Esse artigo tem como objetivo propor um modelo conceitual composto pelos principais fatores de riscos em projetos de desenvolvimento de software que possibilite aos gerentes de projetos avaliar e monitorar riscos. Para atingir resultados que satisfaçam os objetivos deste trabalho foram realizadas atividades de maneira interativa de acordo com mapa mental previamente elaborado. Considerando o risco como um requisito não funcional, modelos para gerenciamento de riscos foram propostos através do NFR (non-functional requirements) Framework e Framework i*. Através de um exemplo, conclui-se que projetos que tratarem no tempo certo as operacionalizações de risco ou parte delas podem ter maior chance de sucesso.


Palavras-chave


Gestão de Projetos de Software; Gestão de Riscos; Requisitos Não Funcionais; Metas Flexíveis.



DOI: https://doi.org/10.20985/1980-5160.2019.v14n2.1526

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

ISSN: 1980-5160

Rua Passo da Pátria 156, bloco E, sala Sistemas & Gestão, Escola de Engenharia, São Domingos, Niterói, RJ, CEP: 24210-240

Tel.: (21) 2629-5616

Correspondência: Caixa Postal LATEC: 100175, CEP 24.020-971, Niterói, RJ