Fatores que envolvem a motivação entre técnicos e docentes de uma autarquia federal em um ambiente multigeracional

Adriano Pereira Grandal Coêlho, Stella Regina Reis da Costa

Resumo


As tradicionais medidas motivadoras, de premiar ou punir trabalhadores, apenas surtem um efeito paliativo de curto prazo, porém, várias organizações, mesmo conhecendo as teorias motivacionais, que vão muito além destas tradicionais medidas, não conseguem introduzi-las, ficando muitas vezes suas ações apenas no discurso teórico e, por não serem aplicadas adequadamente, acabam tendo um efeito contrário, gerando o desapontamento e o desânimo dos empregados.  Este efeito pode ser agravado quando o ambiente multigeracional não é considerado. O presente artigo objetiva comparar a motivação dos servidores técnicos e docentes da educação em um ambiente multigeracional, através de um estudo de caso, utilizando o método quantitativo com questionário de perguntas fechadas. A análise dos resultados, sob a ótica de Teorias Motivacionais, mostrou pontos a serem melhorados pela gestão de pessoas, como necessidade de lideranças carismáticas, melhores condições de trabalho, reconhecimento dos servidores, treinamento e capacitação. O ambiente multigeracional apresentou uma distribuição equilibrada de gerações entre os técnicos, contudo entre os docentes a distribuição das idades foi irregular, o que evidencia, dentre outros fatores, uma falta de renovação, com a não entrada de novos professores.


Palavras-chave


Motivação; Serviço Público; Instituição de Ensino, Ambientes Multigeracionais



DOI: https://doi.org/10.20985/1980-5160.2019.v14n2.1482

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

 

ISSN: 1980-5160

Rua Passo da Pátria 156, bloco E, sala Sistemas & Gestão, Escola de Engenharia, São Domingos, Niterói, RJ, CEP: 24210-240

Tel.: (21) 2629-5616

Correspondência: Caixa Postal LATEC: 100175, CEP 24.020-971, Niterói, RJ